sábado, 18 de dezembro de 2010

Aprendendo a voar - Jeb Corliss wing




Leia mais, veja todas as postagens deste blog, 
        Avião Paulistinha P56 

clique em 


ou copie/cole o link acima no seu navegador

domingo, 12 de dezembro de 2010

Abastecendo sem parar - Be 200

Apagar incêndios assim, puro sonho de consumo! video
O video acima também está no Youtube http://www.youtube.com/watch?v=gMuwnZMdwL8&feature=related



avião–anfíbio russo extinguiu um incêndio real na Venezuela durante um vôo de exibição

2.04.2010, 10:15

Фото: РИА Новости
Imprimirenviar por E-mailPostar em blog
avião – anfíbio  Be-200 chegou à Venezuela procedente do Chile, onde tinha participado do salão aercósmico internacional “FIDAE-2010”. O dirigente do Serviço de defesa civil da Venezuela Luis Dias informou que o seu país está interessado em adquirir aviões – anfíbios, pois não dispõe no momento de meios tão poderosos para a extinção de incêndios. O avião Be-200 foi projetado especialmente para extinguir incêndios. Esta aeronave pode tomar até 12 toneladas de água.



Leia mais, veja todas as postagens deste blog, 
        Avião Paulistinha P56 

clique em 


ou copie/cole o link acima no seu navegador

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O homem e o avião

Pensa que só mulher pode ser comparada a um avião? Não mesmoooo!!!
Os homens é que são os verdadeiros aviões, confira então...

Até os 20 anos: Avião de Papel.
>>Apenas vôos rápidos, de curto alcance e duração.>>

Dos 20 aos 30: Caça Militar
>>Sempre a postos, 7 dias por semana. Ataca qualquer objetivo. Capaz de executar
várias missões, mesmo quando separadas por curtos intervalos de tempo.



Dos 30 aos 40: Aeronave Comercial de Vôos Internacionais.  
>>Opera em horário regular. Destinos de alto nível. Vôos longos, com raros
sobressaltos. A clientela chega com grande expectativa; ao final, sai cansada,
mas satisfeita.

Dos 40 aos 50: Aeronave Comercial de Vôos Regionais.
>>Mantém horários regulares. Destinos bastante conhecidos e rotineiros.
Os vôos nem sempre saem no horário previsto, o que demanda mudanças e adaptações
que irritam a clientela.



Dos 50 aos 60: Aeronave de Carga.
>>Preparação intensa e muito trabalho antes da decolagem. Uma vez no ar, manobra
lentamente e proporciona menor conforto durante a viagem.

Dos 60 aos 70: Asa Delta. Exige excelentes condições externas para alçar vôo. Dá um trabalho enorme para
decolar e, depois, evita manobras bruscas para não cair antes da hora.
Após aterrissagem, desmonta e guarda o equipamento.

Dos 70 aos 80: Planador. Só voa eventualmente  e com auxílio. Repertório de manobras extremamente
limitado. Uma vez no chão, precisa de ajuda até para voltar ao hangar.



Após os 80:  Modelo Antigo.
>> Só enfeite.


Muito bem, este texto rrecebi por email e quem tiver o texto correpondente às mulheres, pode enviar, por email ou  colando no próprio comentário.


E sempre lembrando: quem tiver ou souber de alguma história com Paulistinha pode mandar que será imediatamente publicada. Se tiver fotos serão igualmente postadas. Vamos ajudar a resgatar a história desse grande guerreiro!



Leia mais, veja todas as postagens deste blog, 
        Avião Paulistinha P56 

clique em 


ou copie/cole o link acima no seu navegador